Motorola lança o Moto X, que tem foco na personalização

A Motorola apresentou o Moto X, seu primeiro smartphone desde que o Google comprou a sua divisão móvel.

O evento aconteceu em Nova Iorque, mas a companhia não ofereceu nenhuma transmissão para assistí-lo. Por outro lado, informações sobre o produto foram divulgadas no site oficial da empresa.

A personalização é o grande foco do aparelho. É possível escolher a cor da parte da frente (entre branco ou preto) a cor da parte de trás (entre 18 cores diferentes), os botões laterais (são 7 possibilidades) e as coisas de sempre, como o papel de parede e a quantidade de memória interna - 16GB ou 32GB. Segundo a empresa, são mais de 2000 combinações possíveis.


Quanto às especificações, o Moto X tem uma tela AMOLED de 4.7 polegadas de resolução 720p, 2GB de RAM e o Motorola X8 Mobile Computing System, que inclui os chips Snapdragon S4 Pro (Dual-core de 1.7GHz), a GPU Adreno 320 (Quad-core) e mais dois processadores de baixa potência.


Além disso, há uma câmera traseira de 10MP com Clear Pixel, uma câmera dianteira de 2MP, suporte a 4G e bateria de 2200 mAh - que segundo a empresa permite até 13 horas de conversação. Tanto a câmera dianteira quanto a traseira gravam vídeos em resolução 1080p, mas, diferente do que se era especulado, as gravações são feitas a 30 frames por segundo. O sistema operacional é o Android 4.2.2.


Uma característica muito comentada é a possibilidade de se usar as funções de voz do aparelho sem tocar no aparelho. Essa função já havia sido revelada por um vídeo promocional que vazou algum tempo atrás. Ela funciona funciona com o Google Now, e, aparentemente, é ativada quando se fala o comando "OK Google Now". E o mais interessante é que o Moto X consegue diferenciar se o usuário está parado ou se ele está num carro, por exemplo, e a partir daí permitir que funções diferentes possam ser ativadas pela voz.

Nesse mesmo vídeo também é possível conferir o Active Display, função que faz que com não seja mais preciso ativar a tela para ver a hora ou as notificações. O Moto X irá mostrar a hora e as notificações de tempos em tempos, sem ser necessário tocar no aparelho. Apesar disso, a Motorla afirma que o celular aguentará um dia inteiro de, nas palavras da empresa, "uso normal".


Outro ponto bem reforçado pela empresa é que o Moto X será o primeiro smartphone montado nos Estados Unidos. Todas as unidades do novo aparelho serão montadas na fábrica que a empresa tem na cidade de Fort Worth, no estado do Texas. Segundo a Motorola, isso é uma vantagem para os moradores dos Estados Unidos, que agora podem personalizar o produto e recebê-lo rapidamente. Mas ainda não há nenhuma indicação de que isso será uma vantagem para nós brasileiros.


A previsão é que o aparelho chegue nos Estados Unidos, Canadá e na América Latina no período entre o final deste mês e começo de setembro, e estará disponível na AT&T, Sprint, EUA Cellular, Verizon Wireless e Best Buy. O preço sugerido para o modelo de 16GB é US$199 e para o de 32GB é US$249.

Fonte - Adrenaline

Termos do site


O blog Família RAZR não se responsabiliza pelos arquivos aqui encontrados. Esses Arquivos são encontrados aleatoriamente pela WEB e não fazem parte e nem pertencem a esse blog. O Blog também não tem responsabilidade sobre que sera feito com os arquivos pelos usuários que aqui frequentam, todos arquivos com direitos autorais deverão ser apagados pelos usuários em 24 horas. Todos os tutorias aqui postados são de responsabilidade de quem se aventure em faze-los!

Ao frequentar esse blog vocês concordam com os termos de uso.